Estratégia
“A estratégia da Symantec é clara: queremos incentivar pessoas, empresas e países a usar suas energias e seu tempo para alcançar seus objetivos, em vez de serem consumidos pelas iniciativas usadas para manter suas vidas digitais seguras e protegidas. Isso tem a ver com mais foco e melhor ação da Symantec para tornar as coisas melhores e mais fáceis para clientes e parceiros. Nosso caminho é simples: oferecer produtos melhores, serviços personalizados e tornar mais fácil a pesquisa, a compra, o uso e o acesso ao suporte de que necessitam”, afirma Steve Bennett, presidente e CEO da Symantec.

Soluções
O objetivo da Symantec é continuar aprimorando seus atuais produtos e serviços e simultaneamente desenvolver novos produtos e serviços inovadores que solucionem importantes demandas não satisfeitas ou não atendidas com o maior nível de excelência. Ao longo do tempo, os clientes terão melhores opções que vão satisfazer suas necessidades crescentes e gerar mais valor. A Symantec vai se concentrar em dez áreas-chave que combinam produtos e serviços existentes com novas soluções abrangentes e inovadoras, que atendem a várias demandas com ofertas integradas de alto valor. O processo de desenvolvimento global deve durar entre seis e 24 meses, dependendo da oferta específica.

Essas soluções têm como objetivo atender a três importantes demandas dos clientes: facilitar a produtividade e a proteção em casa e no trabalho; manter os negócios em segurança e em conformidade; e manter as aplicações e as informações corporativas ativas e funcionando. Para isso, a Symantec vai manter o foco no desenvolvimento de ofertas nas seguintes áreas principais: Produtividade da Força de Trabalho Móvel, Norton Protection, Norton Cloud, Serviços de Segurança da Informação, Gateway de Segurança Sensível à Identidade / Conteúdo, Segurança de Data Centers, Continuidade dos Negócios, Backup Integrado, Gerenciamento da Informação Baseada na Nuvem e Plataforma de Armazenamento de Objetos.

“Os clientes ainda poderão escolher as soluções que desejam usar. Mas, a partir de um conjunto mais amplo de produtos inovadores de alto valor. Não estamos oferecendo pacotes enrijecidos. Eles podem decidir o que é adequado para o seu caso e comprar de acordo com suas necessidades, mas vão contar com a opção extra de migrar para novas soluções integradas, que oferecem a maior flexibilidade de que precisarão para combater as ameaças em constante evolução, especialmente nos celulares e na nuvem”, afirma Bennett.

Para continuar oferecendo valor aos clientes, a Symantec aumentará seus investimentos em pesquisa e desenvolvimento e em inovação para melhor atender às necessidades das próximas gerações. Também estabelecerá parcerias estratégicas para poderão integrar as ofertas da Symantec que faz com outras soluções e assim oferecer ainda mais valor para os clientes. Isso os ajudará a ficar preparados para os crescentes desafios relacionados com informação e proteção nos níveis do endpoint, rede e data centers.

“Existe um enorme conjunto de demandas dos clientes, com relação à proteção, movimentação e gerenciamento das informações nos vários dispositivos, que não são satisfeitas ou atendidas sem excelência. Com nossos recursos e know-how, estamos em uma posição melhor do que qualquer outra empresa para satisfazer essas necessidades. Temos infraestrutura para gerar valor real e dar suporte aos clientes. E essa nova estratégia vai melhorar nosso foco e nossas ações. Temos também o conhecimento necessário para identificar e entender o que eles vão precisar. É uma questão de se alinhar e recuperar o foco nas atuais e futuras demandas dos clientes com uma ênfase renovada em inovação e desenvolvimento de novas tecnologias”, acrescenta Bennett.

Operações e Organização
O processo de vendas da Symantec vai continuar dependendo fortemente dos parceiros de canal para tratar dos atuais clientes e liberar a força de vendas da Symantec para se concentrar em gerar novos negócios. A companhia também vai aprimorar a organização de marketing com mais recursos estratégicos e capacidade para manter o foco e acelerar o crescimento orgânico.

A Symantec criou um novo cargo de CEO. Uma pequena equipe de executivos (diretor financeiro, presidente de produtos e serviços e diretor operacional) foi estabelecida para tomar decisões operacionais e funcionais coletivas com Bennett diariamente. Também se reportarão diretamente ao CEO líderes corporativos (como RH, Finanças, Jurídico etc) e líderes de vendas por região. Outro grupo de profissionais – incluindo os principais diretores corporativos tais como TI, marketing, comunicação e tecnologia – também se reportará ao CEO.

A fim de tornar a companhia mais flexível e capaz de se adaptar mais rapidamente às necessidades dos clientes, serão enfatizadas a capacitação e a disponibilidade de informações e recursos para que os funcionários de linha de frente possam tomar melhores decisões em relação às demandas dos clientes diariamente. Dessa forma, haverá menos posições de direção e gerência média, resultando em uma redução das equipes. Esse processo deverá ser concluído ao final de junho de 2013.

“A Symantec é uma empresa sólida com produtos e marcas líderes e excelentes funcionários. Os diretores e funcionários que passaram anteriormente por essa companhia deixaram um extraordinário legado de ativos com o qual podemos progredir. O próximo passo é mudar as coisas para que possamos nos adaptar mais rapidamente ao mercado e, por fim, manter os altos padrões e a tradição da Symantec de gerar enorme valor para nossos funcionários, clientes, parceiros e acionistas”, destaca Bennett.

Implicações Financeiras
À medida que coloca em prática nova estratégia e plano operacional, a Symantec tem o compromisso de gerar crescimento de mais de cinco por cento na receita orgânica e margem operacional não-GAAP superior a 30 por cento nos próximos dois a três anos.

O próximo ano fiscal vai incluir importantes transições, pois a companhia vai começar a elevar sua capacidade de crescimento, estabelecer uma equipe dedicada de renovação, mudar o foco dos representantes de venda direta para novos negócios e eliminar estruturas operacionais e organizações duplicadas. Com isso, espera-se alcançar um crescimento da receita orgânica de até dois por cento no ano fiscal 2014. No entanto, muitas oportunidades para impulsionar a eficiência e reimplantar recursos que vão eliminar pontos de duplicação e complexidade já foram identificadas. Dessa forma, a Symantec espera que a margem operacional não-GAAP tenha um crescimento de aproximadamente 200 pontos-base no ano fiscal 2014. A estimativa inicial é de que o pagamento de indenizações de aproximadamente US$275 milhões tenha impacto no fluxo de caixa no mesmo período.

Após o ano fiscal de 2014, a receita orgânica deverá crescer constantemente gerando um CAGR de mais de cinco por cento durante os anos fiscais de 2015 e 2017, à medida que estes planos são executados. É esperado um crescimento na margem operacional não-GAAP de aproximadamente 200 pontos-base no ano fiscal de 2015. Assim, o objetivo é atingir uma margem operacional não-GAAP de 30 por cento ao fim do ano fiscal de 2015.

Publicação no blog:Nova direção da Symantec

Conecte-se com a Symantec Siga @SymantecBR no Twitter

Sobre a Symantec
A Symantec protege informações de todo o mundo e é líder global em soluções de segurança, backup e disponibilidade. Nossos produtos e serviços inovadores protegem pessoas e informações em qualquer ambiente – desde o menor dispositivo móvel, até datacenters empresariais e sistemas baseados na nuvem. Nossa experiência líder de mercado em proteção de dados, identidades e interações proporciona aos nossos clientes confiança no mundo conectado. Informações adicionais estão disponíveis em www.symantec.com.br