Crie uma TI ágil,implante serviços de extrema importância e melhore continua­mente a infrae­strutura de TI.

 

O SUSE Linux Enterprise Server é um sistema operacional de servidor de código-fonte aberto seguro e de nível mundial, projetado para capacitar cargas de trabalho físicas, virtuais e baseadas em nuvem de extrema importância. O sistema operacional aumenta ainda mais o nível de suporte para ajudar as empresas a acelerar a inovação, aumentar a confiabilidade do sistema, atender a rigorosos requisitos de segurança e adaptar-se a novas tecnologias. O Service Pack 3 mais recente otimiza a infraestrutura com suporte para os mais recentes ambientes de hardware para ARM System em Chip, Intel, AMD, SAP HANA, z Systems e NVM Express over Fabrics.

PRINCIPAIS BENEFÍCIOS

  • Crie e suporte uma infraestrutura de TI ágil
  • Implante serviços de extrema importância
  • Melhore continuamente a infraestrutura de TI

Requisitos do sistema

Requisitos mínimos do servidor Linux para instalação

  • Instalação local: 512 MiB de RAM, 512 MiB para troca (recomendável)
  • 2 GiB de espaço em disco disponível (recomendação: um espaço ainda maior; 8,5 GiB para todos os padrões)
  • 16 GiB para instantâneo/rollback do SO

Recomendações para usos específicos

  • 512 MiB a 4 GiB RAM, pelo menos 256 MiB por CPU
  • 4 GiB de espaço em disco rígido, 16 GiB para instantâneo/rollback do sistema operacional
  • Interface de rede (Ethernet, sem fio ou modem)
  • Para o servidor de host virtual Xen, pelo menos 512 MiB de RAM para cada servidor de host virtual

 

Limites do SUSE Linux Enterprise 12 Kernel (4.4)

SUSE Linux Enterprise 12 SP2
(Linux 4.4)
AMD64/​Intel 64
(x86-64)
IBM z Systems
(s390x)
POWER
(ppc64le)
AArch64
(ARMv8)
Bits de CPU 64 64 64 64
Máx. Total de CPUs lógicas 8192 256 2048 128
Máx. RAM (teórica/certificada) 1 PiB/64 TiB 10 TiB/256 GiB 1 PiB/64 TiB 256 TiB/não disponível
Máx. Espaço do usuário/espaço do kernel 128 TiB/128 TiB N/A 2 TiB/2 EiB 256 TiB/128 TiB
Máx. Espaço de troca até 29 x 64 GiB (x86-64) ou 30 x 64 GiB (outras arquiteturas)
Máx. Número de processos 1048576
Máx. Número de threads por processo O limite máximo depende da memória e de outros parâmetros (testado com mais de 120.000)
Máx. Tamanho por dispositivo de blocos Até 8 EiB em todas as arquiteturas de 64 bits
FD_SETSIZE 1024

Suporte e tamanhos do sistema de arquivos

O SUSE Linux Enterprise foi a primeira distribuição Linux empresarial a suportar sistemas de arquivos com registro em diário e gerenciadores de volumes lógicos em 2000. Depois, introduzimos o xfs no Linux, que hoje é considerado a principal ferramenta para sistemas de arquivos em grande escala, sistemas com cargas pesadas e várias operações paralelas de leitura e gravação.

Com o SUSE Linux Enterprise 12, estamos dando um grande passo rumo à inovação e usando o btrfs de sistema de arquivos de cópia em gravação como o padrão para o sistema operacional a fim de suportar rollback e instantâneos do sistema.

+ suportado
– sem suporte

Recurso Btrfs XFS Ext4 OCFS21 ReiserFS2
Suporte de produtos SLE SLE SLE SLE HA SLE
Registro em diário de dados/​metadados N/A3 – / + + / + – / + – / +
Registro interno/​externo N/A3 + / + + / + + / –
Subvolumes +
Extensão/​redução offline + / + – / – + / + + / –4 + / –
Extensão/​redução online + / + + / – + / – – / – + / –
Mapa de alocação de inode B-tree B+-tree table B-tree u. B*-tree
Arquivos esparsos + + + +
Tail Packing
Pequenos arquivos armazenados em linha + (em metadados) + (em inode) + (em inode)
Desfragmentação + + +
Atributos de arquivo estendidos/ACLs + / + + / + + / + + / +
Cotas de usuário/​grupo – / – + / + + / + + / +
Cotas do projeto + +
Cotas de subvolume + N/A N/A N/A
Restauração/​descarte de dados +
Tamanho de bloco padrão 4 KiB5
Tamanho máximo do sistema de arquivos 16 EiB 8 EiB 1 EiB 4 PiB 16 TiB
Tamanho máximo do arquivo 16 EiB 8 EiB 1 EiB 4 PiB 1 EiB

1 O OCFS2 é totalmente suportado como parte do SUSE Linux Enterprise High Availability Extension.

2 ReiserFS é suportado para os sistemas de arquivos existentes. A criação de novos sistemas de arquivos ReiserFS é desencorajada.

3 O btrfs é um sistema de arquivos de cópia em gravação. Em vez de registrar as alterações em diário antes de gravá-las no local, ele as grava em um novo local e, em seguida, vincula o novo local. Até a última gravação, as alterações não são “confirmadas”. Devido à natureza do sistema de arquivos, as cotas são implementadas com base nos subvolumes (qgroups).

4 Para estender um sistema de arquivos OCFS 2, o cluster deve estar online, mas o próprio sistema de arquivos deve ser desmontado.

5 O tamanho de bloco padrão varia de acordo com diferentes arquiteturas de host. 64 KiB é usado no POWER, 4 KiB em outros sistemas. O tamanho real usado pode ser verificado com o comando getconf PAGE_SIZE.

Notas adicionais

O tamanho máximo dos arquivos acima pode ser maior que o tamanho real do sistema de arquivos devido ao uso de blocos esparsos. Todos os sistemas de arquivos padrão no SUSE Linux Enterprise Server apresentam LFS, que oferece um tamanho de arquivo máximo de 263bytes em teoria.

Os números na tabela acima presumem que os sistemas de arquivos estejam utilizando um tamanho de bloco de 4 KiB, que é o padrão mais comum. Ao usar diferentes tamanhos de bloco, os resultados são diferentes.

Neste documento: 1024 Bytes = 1 KiB; 1024 KiB = 1 MiB; 1024 MiB = 1 GiB; 1024 GiB = 1 TiB; 1024 TiB = 1 PiB; 1024 PiB = 1 EiB. Consulte também http://physics.nist.gov/cuu/Units/binary.html.

NFSv4 com o IPv6 é suportado somente para o lado do cliente. Um servidor NFSv4 com o IPv6 não é suportado.

A versão mais recente do Samba disponibilizada com o SUSE Linux Enterprise Server 12 SP3 oferece integração com domínios do Active Directory do Windows 7. Além disso, oferecemos a versão mais recente do Samba em cluster como parte do SUSE Linux Enterprise High Availability Extension 12 SP3.

O que é SUSE Linux Enterprise Server 12?

O SUSE Linux Enterprise Server 12 é um sistema operacional para servidores altamente confiável, escalável e seguro para a implantação eficiente de serviços de TI de classe empresarial em ambientes físicos, virtuais ou em nuvem

Quais são os novos processadores Intel suportados no SLES 12?

O SUSE Linux Enterprise Server 12 conta com suporte para os mais recentes processadores. Incluindo: processador Intel Xeon E5-2600 v3, E5-1600 v3, E5-2400 v3, E5-4600 v3, E7-8800 v3, E7-4800 v3 e C2000.

Quais são as principais inovações do SLES 12?

Além das melhorias no Linux kernel 3.12, o SUSE Linux Enterprise Server 12 inclui mais de 2.000 novos recursos e novas melhorias.

Quais são os novos processadores IBM suportados no SLES 12?

O SUSE Linux Enterprise Server 12 conta com suporte para o IBM POWER8.

Em quais arquiteturas e hardwares o SLES é executado?

O SUSE Linux Enterprise Server é suportado pelos principais fornecedores de hardware. O SUSE Linux Enterprise Server 12 pode ser executado nas seguintes arquiteturas de 64 bits: Intel 64 e AMD64, IBM POWER e IBM z Systems.

Quais são os módulos do SLES 12?

Com o SUSE Linux Enterprise Server 12, o SUSE introduz o pacote modular. Os módulos são conjuntos distintos de pacotes agrupados em seu próprio canal exclusivo de manutenção e atualizados de modo independente dos ciclos de vida dos service packs.

O que há de novo no SUSE Linux Enterprise Server 12 SP1?

O SUSE Linux Enterprise Server 12 SP1 consolida a funcionalidade SUSE introduzida com o SUSE Linux Enterprise 12 GA (disponibilidade geral) e adiciona nova funcionalidade exigida por nossos clientes e parceiros, especialmente nas áreas de suporte a hardware, ferramentas de contêiner e mecanismo de contêiner do projeto open source Docker: aumento da disponibilidade; e facilidade de utilização, como fornecido, por exemplo, pela capacidade de rollback em migrações do pacote de serviços.

O que há de novo no SUSE Linux Enterprise Server 12 SP2?

O Service Pack 2 aumenta ainda mais o nível de suporte para ajudar as empresas a acelerar a inovação, aumentar a confiabilidade do sistema, atender a rigorosos requisitos de segurança e adaptar-se a novas tecnologias. A nova funcionalidade inclui suporte para SDN e NFV, novas tecnologias/arquiteturas (ARM AArch64, Raspberry Pi, Intel Omni-Path), certificação FIPS140-2, integração do SUSE Package Hub e muitos outros recursos. Saiba mais sobre o Service Pack 2.

O que há de novo no SUSE Linux Enterprise Server 12 SP3?

O Service Pack 3 otimiza a sua infraestrutura com suporte para os mais recentes ambientes de hardware para sistema de ARM em chip, Intel, AMD, SAP HANA, z Systems e NVM Express over Fabrics. Saiba mais sobre o Service Pack 3.

Quais são os novos processadores Intel suportados no SUSE Linux Enterprise Server 12 GA?

O SUSE Linux Enterprise Server 12 conta com suporte para os mais recentes processadores, inclusive:

  • Família de produtos E5-2600 v3 do processador Intel Xeon
  • Família de produtos E5-1600 v3 do processador Intel Xeon
  • Família de produtos E5-2400 v3 do processador Intel Xeon
  • Família de produtos E5-4600 v3 do processador Intel Xeon
  • Família de produtos E7-8800 v3 do processador Intel Xeon
  • Família de produtos E7-4800 v3 do processador Intel Xeon
  • Família de produtos C2000 do processador Intel Atom

O SUSE Linux Enterprise Server é oferecido em infraestruturas de computação em nuvem?

Sim. O SUSE Linux Enterprise Server é oferecido por meio de mais de 50 provedores de serviços de nuvem pública no mundo todo, tais como Amazon Web Services, Google Compute Engine e Microsoft Azure. Um dos modos mais fáceis e rápidos para criar e implantar imagens do sistema operacional personalizadas ou aplicações e cargas de trabalho completos para essas infraestruturas em nuvem é usando o SUSE Studio. Para obter mais informações sobre o SUSE Studio, consulte http://susestudio.com.

Quais aplicativos de software estão disponíveis para o SUSE Linux Enterprise Server?

O SUSE está trabalhando com mais de 1.400 ISVs (Independent Software Vendors, fornecedores independentes de software) para fornecer milhares de aplicativos certificados e suportados no SUSE Linux Enterprise. Para obter uma lista completa dos aplicativos de software certificados para o SUSE Linux Enterprise Server (todas as versões), acesse www.suse.com/susePSC/home.

Quais cargas de trabalho de destino e casos de uso são ideais para o SUSE Linux Enterprise Server?

O SUSE Linux Enterprise Server é um sistema operacional multifuncional e é adequado para uma ampla variedade de tipos e tamanhos de cargas de trabalho. Ele fornece um ambiente de desenvolvimento robusto, além de uma plataforma econômica para serviços de infraestrutura confiável e segura e de computação de ponta. A explosão da Internet no final dos anos 90 acelerou a implantação do Linux na empresa, pois seu baixo custo e sua escalabilidade o tornaram uma alternativa atraente para as empresas com base na Internet e atentas aos custos. Hoje, a maioria das implantações de sistema operacional de servidores Linux situa-se nesta camada intermediária de serviços de Internet e cargas de trabalho com base na Web.

O SUSE Linux Enterprise Server não é apenas uma plataforma confiável, escalável e segura para servidores Web e de aplicativos Web; ele também se tornou reconhecido como uma plataforma estabelecida para a execução de cargas de trabalho empresariais de extrema importância. A aceitação e o endosso crescentes de ISVs (Independent Software Vendor) resultou no aumento de disponibilidade, certificação e suporte de muitos aplicativos empresariais de terceiros no SUSE Linux Enterprise Server.

Como o SUSE Linux Enterprise Server pode beneficiar minha organização ou empresa?

Obtenha mais tempo ativo nos serviços, melhor eficiência operacional e acesso mais rápido a inovações de código-fonte aberto de qualidade empresarial. Mantenha-se na concorrência de maneira mais efetiva com o SUSE Linux Enterprise Server, um sistema operacional para servidores altamente confiável, escalável e seguro para a implantação eficiente de serviços de TI de classe empresarial altamente disponíveis em infraestruturas físicas, virtuais ou em nuvem.

Desenvolvido para ambientes de TI mistos, ele oferece o melhor desempenho da categoria com risco reduzido de obsolescência tecnológica ou dependência de fornecedor. Em primeiro lugar, o SUSE Linux Enterprise Server ajuda a reduzir o tempo de espera planejado e não planejado, além de aumentar a disponibilidade de serviço. Utilize a RAS e a resiliência do SUSE Linux Enterprise Server 12 para cumprir seus contratos de nível de serviço e manter a operação de seus negócios. Em segundo, ele ajuda a aumentar a eficiência operacional. Economize tempo e dinheiro simplificando e automatizando o gerenciamento de TI. Desfrute das opções flexíveis que o SUSE Linux Enterprise Server 12 oferece para otimizar a utilização de seus recursos. Por fim, mas não menos importante, ele acelera suas inovações. Você obtém acesso rápido e oportuno a diversas inovações de parceiros e diversos códigos-fonte abertos. Reduza o tempo de geração de valor por meio da facilidade de integração e da qualidade empresarial certificada pelo SUSE.

Já executo máquinas UNIX e Windows em minha empresa e gostaria de adicionar o Linux. Posso integrar facilmente o SUSE Linux Enterprise Server neste ambiente?

Todas as grandes empresas têm um misto de sistemas operacionais e hardware. O SUSE Linux Enterprise Server 12 foi projetado com esse tipo de ambiente heterogêneo em mente. Aproveitando a tecnologia Samba, o SUSE Linux Enterprise Server integra-se de forma transparente e suporta ambientes de arquivos e impressão Windows existentes. Além disso, ele se conecta a infraestruturas de diretório e domínio existentes, inclusive o Microsoft Active Directory and Domains, o Micro Focus eDirectory e o openLDAP.

O SUSE Linux Enterprise Server também interopera bem com os ambientes operacionais tradicionais UNIX. Com esse amplo uso de padrões abertos, o SUSE Linux Enterprise Server permite compartilhar informações em qualquer sistema de TI para que você possa estabelecer comunicação facilmente entre divisões ou parceiros comerciais.

Quais tipos de assinaturas o SUSE oferece para o SUSE Linux Enterprise Server?

O SUSE oferece seus produtos com sistema operacional de servidor em dois níveis de assinaturas para acomodar as necessidades dos clientes da empresa: Padrão e Prioritária.

  • Uma assinatura Padrão dá direito a suporte técnico telefônico e via e-mail 12x5 (com tempo de resposta de quatro horas) enquanto durar a assinatura (um, três ou cinco anos).
  • Uma assinatura Prioritária estende a cobertura de serviço para suporte técnico telefônico e via e-mail 24x7 (com tempo de resposta de uma hora) enquanto durar a assinatura (um, três ou cinco anos).

As assinaturas Padrão e Prioritária do software do sistema operacional para servidor estão disponíveis para configurações de hardware x86 de 2, 4 e 8 soquetes para ambientes físicos e virtuais. Para obter mais informações sobre essas assinaturas, visite www.suse.com/products/server/how-to-buy.

Quanto custa o SUSE Linux Enterprise Server?

Não há custo de licença para o SUSE Linux Enterprise Server, e você pode fazer download do sistema operacional gratuitamente em: http://download.suse.com. Porém, o SUSE cobra uma pequena taxa de suporte e manutenção. Uma assinatura paga do SUSE Linux Enterprise Server vem com benefícios importantes — entrega imediata de upgrades, patches e correções de segurança, acesso ao suporte técnico premiado do SUSE, indenização de propriedade intelectual e muito mais.

Quais são os benefícios de uma assinatura do SUSE Linux Enterprise Server?

Ao escolher o SUSE Linux Enterprise Server, você está selecionando a plataforma Linux mais interoperável para computação de extrema importância. O SUSE Linux Enterprise Server conta com uma garantia com ciclo de vida de 10 (dez) anos. Durante esse tempo, você receberá os aprimoramentos de software mais recentes, correções de bugs e patches de segurança por meio de atualizações regulares. Isso assegura que você tenha sempre a funcionalidade mais recente e o melhor suporte de hardware. Durante a vigência de sua assinatura, o SUSE trabalha com os principais fornecedores de hardware e software para assegurar que seus produtos e aprimoramentos mais recentes tenham suporte total em seu sistema operacional de servidor. Você também tem acesso a vários serviços de suporte. Dependendo dos serviços escolhidos, seu suporte pode variar de assistência eletrônica (via Web e e-mail) até três camadas de suporte telefônico ou mesmo de experiência diária de um profissional de suporte dedicado no local.

Posso fazer upgrade de meus sistemas existentes do SUSE Linux Enterprise 11 para o SUSE Linux Enterprise 12?

Sim. Você está qualificado a fazer upgrade de todos os sistemas com uma assinatura ativa do SUSE Linux Enterprise para o SUSE Linux Enterprise 12. Entretanto, a migração ou o upgrade direto por meio de mídia de boot é suportado apenas do SUSE Linux Enterprise 11 Service Pack 3 na mesma arquitetura de hardware usando os seguintes métodos:

  • Inicialização a partir de uma mídia de instalação (imagem ISO)
  • Migração automatizada do SUSE Linux Enterprise 11 SP3 para o SUSE Linux Enterprise 12

Posso usar uma única assinatura do SUSE Linux Enterprise Server para várias máquinas virtuais?

Sim; vendemos assinaturas que suportam ambientes virtuais específicos. É necessária apenas uma assinatura por servidor físico, independente de quantos hosts de máquinas virtuais ou convidados você pretende que sejam executados no servidor físico. Todas as VMs SUSE Linux Enterprise Server de um único host, com qualquer virtualização, podem usar o mesmo código de ativação para arquiteturas x86 e x86_64.

 

Para mais informações, contate-nos:

4 + 4 =